Dicas de alimentação e saúde que estudantes devem seguir

Ter um bom rendimento no ENEM requer mais do que estudar várias horas por dia. Veja dicas de alimentação e saúde para alcançar melhor performance.

Conhece alguém que pode achar esse conteúdo interessante? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on pinterest

Todo estudante deve seguir dicas de alimentação e saúde se quiser ter um bom desempenho no ENEM, afinal o caminho da aprovação não se faz apenas estudando várias horas por dia. Uma alimentação regrada e equilibrada, assim como a prática de atividades físicas são importantíssimos para melhorar o seu desempenho, memória e concentração e não devem ser deixadas de lado.

Alimentos que ajudam o cérebro

Silhueta de uma pessoa. Na região do cérebro há vários alimentos desenhados.

Vitaminas do complexo B

Elas são essenciais para garantir energia e melhorar a memória. Podem ser encontradas nas proteínas animais, leguminosas e sementes. Assim, acrescente carne vermelha (magra), ovos e aves; feijão ou grão de bico; nozes e castanhas.

Ferro

É graças ao ferro que conseguimos vencer a fraqueza, a indisposição e a falta de concentração, pois ele forma a hemoglobina que oxigena o cérebro. Então, pense duas vezes antes de rejeitar aquele prato de fígado. Coma feijão, gema de ovo e sardinha.

Ômega 3

Lembra daquela senhora que vendia ômega 3 na TV? Pois é, ela estava certa. O ômega 3 é muito importante para quem está estudando, porque auxilia na comunicação entre os neurônios. Assim, nossa memória e concentração saem ganhando. Os peixes de água salgada são grandes fontes de ômega 3.

Carboidratos

Sim, eles são permitidos, mas vamos com calma. Desse modo, prefira os cereais integrais (arroz, aveia, etc.), ricos em fibras. Eles são ótimos para a concentração e o aprendizado, pois ajudam a liberar glicose no organismo e a evitar aquela sonolência pós almoço.

Diversas refeições sobre a mesa: café croissant, geleia, suco, panquecas, ovos com bacon e chocolate quente.

Café (da manhã) para evitar o sono pós-almoço

Quando o assunto é sonolência pós almoço, a primeira atitude acaba sendo preparar aquele café. Tudo bem, mas saiba que um café da manhã reforçado ajuda a evitar o sono excessivo pós-almoço.

Ainda que você não tenha costume de comer pela manhã, tente mudar esse hábito aos poucos. Assim, tome uma vitamina, mas não fique sem comer nada e, com o tempo, diversifique suas opções inserindo frutas, cereais e iogurtes.

É muito mais saudável comer bem para estar disposto durante todo o dia do que ter que utilizar energéticos ou café em excesso para se manter acordado e estudar.

Leia também: Corrigindo problemas pessoais inimigos do aprendizado.

“Quero cafééé!”

Duas moças conversando em um café. As duas têm xícaras na mão. Uma delas usa óculos e segura um computador, a outra tem uma grande bolsa em seu ombro.
A imagem representa uma conversa sobre dicas de alimentação e saúde.

Café, chocolate, chá e bebidas energéticas possuem cafeína que estimulam nosso cérebro. Assim, a cafeína, desde que em doses baixas, é perfeitamente aceita na dieta, afinal ela é de grande ajuda para combater a fadiga mental. O vilão é o excesso.

Quatro xícaras ou mais de café, ao contrário do que se pensa, reduz a concentração. Altas dosagens de cafeína fazem efeito rápido, mas de curta duração. Por isso, a tendência é beber cada vez mais. O que, no fim das contas, acaba causando dependência.

Assim, a cafeína acaba funcionando como uma droga e acaba causando irritabilidade, ansiedade e dores de cabeça em períodos de abstinência. Em casos extremos, pode levar à taquicardia e ao infarto.

O ideal é ingerir 3mg de cafeína por quilo de massa corporal. Então, fique atento às dosagens que você ingere. Para você ter uma ideia, uma bebida energética como o Red Bull possui 80 mg de cafeína em uma lata de 250ml.

No pain, no gain

Duas moças treinando na academia. Uma observa a lista de exercícios em um papel e a outra faz agachamento.

Quer mais dicas de alimentação e saúde? Então, pratique atividades físicas, pois isso ajuda no aumento da produção de sinapses no cérebro, que o auxiliam a ficar mais ágil e ativo. Isso se reflete também no aumento da concentração, memória e, consequentemente, na fixação de conteúdo.

Quando nos exercitamos, liberamos endorfina, o que nos deixa mais felizes e animados. Assim, o stress diminui e isso é ótimo para aliviar aquela tensão em ano de ENEM. E, além de tudo isso, conseguimos dormir melhor.

Signo de fome com ascendente em lanches (alimentos para o dia da prova)

Garota segurando garfo e faca. Há alimentos flutuando ao redor dela: bife, frutas, peixe, brócolis, sanduíche, donut e cachorro quente.

Não adianta levar aquela compra de supermercado para o ENEM. Assim, no dia da prova, opte por alimentos leves que lhe ajudem a não ficar com sono, se concentrar e não passar mal.

Ele sempre aparece em meio as dicas de alimentação e saúde: o chocolate. Por ser energético, como já vimos aqui, ele acaba sendo a primeira opção e é realmente válido, mas fique atento: sempre evite excessos. Afinal açúcar demais dá sono e reduz a concentração, ou seja, o efeito oposto do que você quer.

O ideal é optar por uma barra de cereal ou uma barra pequena de chocolate meio amargo, pois essas opções vão dar a dose de energia e concentração que você precisa.

Escolha sempre alimentos leves, especialmente no dia da prova. Frutas cortadas ou uma seleção de oleaginosas também são uma boa ideia. Alimentos gordurosos podem causar náuseas, indigestão e dor de estômago. E isso também vale para o almoço antes da prova, afinal comidas pesadas exigem que o organismo trabalhe por mais tempo para conseguir fazer a digestão, o que causa sono.

Não esqueça da água

Pessoas segurando itens gigantes: garrafas de água, maçã e prancheta com checklist.

E uma última dica: nunca esqueça de levar água, pois isso é importantíssimo para que você se mantenha hidratado. Quando desidratado, você fica sonolento, cansado e pode ter até mesmo dores de cabeça.

Para mais esclarecimentos, procure um nutricionista. Ele certamente saberá indicar as melhores opções para você. Além de prescrever a suplementação necessária para vegetarianos e veganos.

Você está se alimentando e se exercitando tão bem quanto está estudando? Conta pra gente qual a sua dicas de alimentação e saúde e também a de lanchinho para o ENEM.

Mais conteúdo sobre o ENEM

cronograma de estudos monte o seu para o Enem 2021
cronograma de estudos

Cronograma de estudos adaptativo: monte o seu para o Enem 2021

Quanto tempo você perde planejando seus estudos? Muitas pessoas se sentem inseguras para montar seu próprio cronograma tendo em vista a enorme quantidade de assuntos que é preciso estudar até o ENEM. Mas não se preocupe, esse post vai te ajudar acabar com essa insegurança!

Cansaço mental

Sono ao estudar? Dormir bem pode ajudar a absorver o conteúdo

Dormir faz parte da rotina de todos os seres humanos, mas para quem é estudante, as horas gastas sob a cama podem ser duas coisas: um alivio ou apreensão. Se, para você, elas ainda não são um alívio, leia esse artigo e entenda porque o sono é primordial para a apredizagem.