Duas garotas sentadas no chão com cara de tristes e com nuvens de chuva sobre suas cabeças

Como estudar tendo familiares dependentes e difíceis?

Saber como estudar tendo familiares dependentes e difíceis é um grande desafio para quem deseja prestar o Enem. Afinal, em situações normais, manter uma rotina de estudos já não é algo fácil. Então imagine se você possui familiares dependentes ou familiares difíceis que precisam de você ou exigem demais a sua presença sem compreender as necessidades do seu dia a dia enquanto estudante. Assim, para essas pessoas, ter uma rotina normal de estudos é praticamente impossível, pois as dificuldades estão além do seu alcance, tendo em vista que o que os impede de estudar está totalmente fora do seu controle.

Como exemplo, para uma melhor compreensão, podemos citar os familiares dependentes de alguma maneira do estudante: seja um filho pequeno, irmãos ou avós. E há, ainda, aqueles familiares difíceis, que – de algum modo – interferem a todo instante.

Lidando com familiares difíceis

Ter familiares difíceis é uma reclamação recorrente dos estudantes, pois estas pessoas normalmente agem da seguinte maneira:

  • não compreendem que estudar exige tempo e concentração;
  • acham que sentar para estudar é “fazer nada” e, por isso, solicitam outras atividades o tempo inteiro;
  • pensam que o estudante, na realidade, não está estudando, já que “estuda tanto e não passa nunca”;
  • querem que o estudante desista da graduação que deseja para tentar outra menos concorrida e entre logo na faculdade.
  • querem que o estudante desista da graduação e comece a trabalhar para ajudar nas despesas da casa;
  • entendem que não há necessidade de estudar por tanto tempo, visto que só “vai fazer uma prova simples no fim do ano”;
  • acreditam que o estudante está exagerando na quantidade de tempo que estuda e poderia usar o tempo para fazer outras coisas.

Assim, além de reclamarem do excesso de tempo que passam estudando, os familiares difíceis costumam pressionar o estudante para que ele “passe logo no ENEM”. E, desse modo, colocam uma dupla pressão sobre o estudante: ele precisa passar, mas necessita dedicar tempo a outras tarefas, pois “passa muito tempo estudando”.

Leia também: Não consigo cumprir o cronograma. E agora?

Se você já passou por alguma situação assim, sabe o quanto isso não só angustia o estudante, mas o torna desmotivado para enfrentar uma fase tão difícil como a do ENEM. E, além disso, tal situação prejudica totalmente a concentração e o rendimento daqueles que tentam continuar, apesar de tudo. Mas o que é possível fazer para contornar problemas com familiares difíceis? Antes de mais nada, precisamos compreender que volta e meia passaremos por problemas assim, pois vivemos em sociedade, rodeados de pessoas que nem sempre vão entender nossos sonhos e motivações. Então:

Três pessoas em pé: um rapaz irritado, uma garota feliz e batendo palmas e um outro rapaz aparentando triste.

Explique o seu momento

Os pais sempre vão querer ver os filhos entrando na universidade, mas nem sempre conseguem entender o caminho para chegar lá. Pense que eles podem não ter passado pela mesma jornada que você e precisam que você explique como tudo funciona. Desse modo, modere as expectativas dos seus familiares difíceis, faça-os entender como é o processo: que você precisa de tempo para estudar muitas coisas, de silêncio, que não pode ser interrompido a todo momento.

Explique, também, que o ENEM é bastante concorrido e que, muitas vezes, a aprovação não virá de primeira. Mas que, com apoio e compreensão, a aprovação chegará mais rápido.

Não dá pra mudar as pessoas

Se nada mudar mesmo depois de você tentar explicar o seu momento, apenas aceite e busque outras alternativas. Se a sua casa não favorece a sua rotina de estudos, encontre outro lugar para estudar. Dessa maneira, vá até alguma biblioteca ou casa de amigos. Organize-se para estudar sempre fora e, assim, desviar dos familiares difíceis.

E, se ao chegar em casa, você ainda ouvir muitos questionamentos sobre “passar o dia fora”, “não ajudar em casa”, etc., respire. Mude de assunto, recolha-se para outro lugar ou, ainda, pratique meditação: uma maneira eficaz de manter a paciência e a ordem dentro da sua mente.

Não desamine, pense que este poderá ser um período difícil, mas que passará em breve. Seja forte, pois o seu esforço valerá a pena. Quando você estiver na universidade, a pressão sobre você reduzirá e será mais fácil seguir estudando.

Leia também: Estudar nas férias? O que fazer para ter férias produtivas.

Uma moça sentada no chão sorridente e meditando e outra triste segurando os joelhos sentada no chão.
Pratique meditação: uma maneira eficaz de manter a ordem dentro da sua mente.

Mas e os familiares dependentes?

Em alguns casos, a situação é ainda mais complicada, pois enquanto uns precisam lidar com a falta de compreensão dos familiares difíceis, outros precisam cuidar de familiares dependentes. Como citamos no início, estes podem ter filhos ou irmãos pequenos ou mesmo pessoas idosas ou com doenças limitantes. Em casos assim, é preciso adequar o seu momento as suas obrigações com os familiares dependentes, já que o caso deles não é só mera reclamação.

Nesse caso, acorde mais cedo para estudar ou estude até mais tarde. Busque os momentos nos quais aquele familiar não precisará de você pra poder encaixar seus estudos, e não carregue o mundo nas costas. Se for possível, peça ajuda e divida suas tarefas com alguém, sejam cuidadores profissionais, babás, outros familiares, etc.

Mais uma vez, não será um momento fácil, mas as dificuldades reduzirão assim que a sua jornada de estudos passar.

Leia também: Não consegue aprender? Veja como seu cérebro funciona.

Você tem familiares dependentes ou familiares difíceis?

Você já passou ou passa por isso? Ter familiares difíceis e familiares dependentes é uma sempre uma situação delicada de lidar. Compartilhe conosco um pouco das suas dificuldades e o que você fez para superá-las, seu comentário pode ajudar muitas pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *