Revisar e resolver questões podem alavancar seus estudos

Revisar e resolver questões são a melhor maneira de testar os seus conhecimentos, pois assim você tem uma noção do que aprendeu e do que precisa melhorar.

Conhece alguém que pode achar esse conteúdo interessante? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on pinterest

Revisar e resolver questões são a melhor maneira de testar os seus conhecimentos, pois assim você tem uma noção do que aprendeu e do que precisa melhorar. Parece óbvio, e realmente é, mas muitos alunos simplesmente ignoram isso por acharem que só ler a matéria é suficiente para garantir 100% do aprendizado. Não está convencido disso? Então, siga com a leitura para perceber por que você deve revisar e resolver questões no seu dia a dia de estudos.

Vá com calma!

Monte o seu material de revisão enquanto estuda um conteúdo novo. Faça mapas mentais, organize os tópicos mais importantes. Assim, na hora de revisar, você não precisará rever todo o conteúdo.

Leia também: Aprenda de uma vez por todas como fazer um mapa mental.

Você acabou de fazer seu estudo teórico e montar seu material de revisão. Qual o próximo passo? Isso mesmo, resolver questões de fixação imediatamente. Isso é importante para evitar o esquecimento natural que sofremos logo após estudar um conteúdo novo, fazendo com que seu cérebro absorva melhor o que foi estudado.

Mas, atenção, guarde algumas questões para um momento posterior. É importante que você parcele os exercícios para o momento da sua revisão. No dia em que você estuda, é natural você se sair bem na grande maioria das questões. Mas se você não revisar e resolver questões, depois de alguns dias, o que vai acontecer é que, no dia da prova, você pode não lembrar de mais nada.

Benefícios da resolução de questões

Muitas vezes você jura que sabe tudo sobre determinado conteúdo, mas quando chega na prova, vê que não é bem assim. Pra onde foi tudo aquilo que você aprendeu? Bem, talvez você só não aplicou bem o que estudou.

 Além de ajudar você a perceber como anda o seu desempenho, resolver questões serve para:

– fixar melhor o conteúdo

É quando você resolve questões que surgem as dúvidas e você tem a oportunidade de rever o assunto estudado e, consequentemente, fixar o conteúdo.

– direcionar seus estudos de acordo com as disciplinas ou tópicos que tem mais dificuldade.

– agilizar a resolução de provas

Quanto mais você exercita, mais agilidade você ganha. Isso acontece porque você acaba desenvolvendo um raciocínio lógico para resolver às questões.

E sabe o que é melhor? Há grande possiblidade de você encontrar na sua prova questões semelhantes àquelas que você resolveu, já que os concursos – em geral – seguem um padrão. Saber disso não lhe tranquiliza? Pois é, juntar toda essa bagagem vai deixá-lo mais calmo quando o momento chegar.

Então, agora você está convencido? Então vamos a algumas dicas para melhorar seus estudos resolvendo questões.

Dica primordial – faça revisões e atualize sempre o seu material

Quando passar para as questões, você vai notar que tem mais dificuldades em determinados tipos de questões. Aproveite o momento para atualizar o seu material de revisão (resumo/mapa mental).

As questões que você erra devem ser utilizadas para aumentar e reforçar seu material de revisão. Ou seja, se você erra uma questão ou fica em dúvida por causa de um determinado ponto, esse ponto automaticamente vira um novo ramo em seu mapa mental ou um novo parágrafo ou linha em seu resumo.

Fique de olho!

Observe sempre as questões que você:

– erra quase sempre porque contém algum assunto que você não domina muito bem;

– acha que tem a grandes chances de cair na prova;

– acha que são complicadas e têm grande chance de acabar esquecendo, caso não exercite;

– percebe que possuem as chamadas “pegadinhas” e que é sempre bom ficar de olho;

– acha que são fáceis, mas resumem bem o assunto estudado.

E lembre-se de marcar seus índices de acertos/erros para avaliar seu desempenho.

Não use calculadora

Usar ou não usar calculadora? Eis a questão. Esse dilema quase shakespeariano é também o de muitos alunos pelo Brasil. Muita gente acha que, em casa, pode usá-la para agilizar os estudos, só não pode usar na hora da prova. Bem, se você é alguém que, naturalmente, faz contas com agilidade, use sim uma calculadora (mas deixe-a de lado algumas vezes para também não perder sua prática).

Agora se você tem dificuldades em determinadas operações (como divisões com vírgulas e porcentagens, por exemplo), é importante que você as pratique também, evitando que você perca tempo na hora da prova. Tente fazer exercícios aleatórios quando tiver tempo livre e depois confira as respostas com a calculadora.

Leia também: Como manter o foco e evitar distrações em época de ENEM.

Faça simulados e “aumenta o som, DJ!”

Silhueta de um DJ em luzes neon

Faça simulados, no mínimo, mensalmente. É importante fazer simulados desde o início dos estudos para que você consiga testar os conhecimentos que vem adquirindo. Mas fazer simulados não se resume apenas a resolver às provas anteriores ou uma lista com questões semelhantes as do ENEM.

Você precisa estar preparado para a situação da prova em si. Ou seja, cadeiras desconfortáveis, várias horas sentado, pressão de tempo limitado para finalizar a prova e entregar o cartão de respostas e, possivelmente, muito barulho!

Considere tudo isso no momento do seu simulado. Marque seu tempo, imprima um cartão de respostas e pode botar um funk pra tocar. Até parece loucura, mas precisamos aprender a lidar com a realidade. Mas se sua rua é bem movimentada e já tem muito barulho de carros passando, obra e de vendedores de gás e frutas, pode dispensar o som.

Seguindo todas essas dicas, você aumentará a sua capacidade de acertos na prova. E sabe o que isso significa? Que quantos mais acertos você tiver, maiores serão as suas chances de se destacar entre os candidatos e, consequentemente, conquistar a sua vaga. E, então? Já fez seus exercícios hoje? Como anda a sua rotina de resolução de questões? Conta pra gente!

Mais conteúdo sobre o ENEM

Cansaço mental

Sono ao estudar? Dormir bem pode ajudar a absorver o conteúdo

Dormir faz parte da rotina de todos os seres humanos, mas para quem é estudante, as horas gastas sob a cama podem ser duas coisas: um alivio ou apreensão. Se, para você, elas ainda não são um alívio, leia esse artigo e entenda porque o sono é primordial para a apredizagem.

Iinclua mindfulness na sua rotina do enem
empatia e postividade

Inclua Mindfulness na sua rotina de estudo para o Enem

Na reta final do Enem, queremos utilizar todos os tipos de artifícios disponíveis para melhorar nossa performance e conseguir continuar os estudos! Incluir mindfulness na sua rotina de estudos pode ser a estratégia certa! Mas, afinal, o que é Mindfulness ?