Como saber se estou evoluindo nos estudos?

Como saber se você está ou não evoluindo nos estudos? Essa é, sem dúvidas, uma das grandes dificuldades dos alunos que estão estudando para o Enem. Há tanta coisa para estudar que, muitas vezes, é fácil se pegar apenas cumprindo uma rotina sem pensar se aquilo está ou não funcionando. O ideal é buscar quantificar seu desempenho com base em dados para perceber onde se está errando e acertando.

Conhece alguém que pode achar esse conteúdo interessante? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on pinterest

Como saber se você está ou não evoluindo nos estudos? Essa é, sem dúvidas, uma das grandes dificuldades dos alunos que estão estudando para o Enem. Há tanta coisa para estudar que, muitas vezes, é fácil se pegar apenas cumprindo uma rotina sem pensar se aquilo está ou não funcionando. Por isso, o ideal é buscar quantificar seu desempenho com base em dados para perceber onde se está errando e acertando. E isso deve ser feito com frequência, pois só assim será possível consertar os problemas antes da prova do Enem.

Os dados dizem se estou evoluindo nos estudos?

Sim, você só conseguirá saber se está evoluindo nos estudos se tiver dados para analisar. Realize simulados, no mínimo, mensalmente, e observe a sua pontuação. Desse modo, meça seu desempenho em cada área do conhecimento, ou seja, quantas questões você acerta. Marque o tempo que você gasta em cada área e também o tempo total utilizado para realizar o simulado. Assim, você poderá calcular a média de tempo gasto em cada questão.

Mas não se prenda apenas aos simulados. Acompanhe o seu desempenho também na resolução diária de questões. Observe, dessa maneira, os seus acertos em cada disciplina e assunto e não esqueça de medir a sua evolução no plano de estudos: contabilizando quantos assuntos você vem estudando dentro do total que você deve estudar até a data da prova.

Assim fica fácil tanto ter uma noção micro – de como você está se saindo nos assuntos e disciplinas estudados na semana; como também uma visão macro – perceber como está seu desempenho geral e nas 4 áreas de conhecimento do Enem:

  • Ciências Humanas e suas Tecnologias;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias;
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;
  • Matemática e suas Tecnologias.

Algo de extrema importância, tendo em vista que – a depender do curso ou faculdade escolhidos no SISU – cada área tem um peso maior ou menor.

Observando evolução após um mês

Após um mês, será possível:

  • compreender se você acertou mais ou menos questões nos simulados e no estudo diário;
  • perceber se você está respondendo mais rapidamente ou lentamente as questões;
  • precisar os assuntos que você está tendo mais ou menos dificuldade;
  • medir sua evolução no seu plano de estudos e readaptá-lo, caso necessário.

Lembre-se que a avaliação do seu desempenho deve ser contínua. Desse modo, procure formas de fazer esse acompanhamento, no mínimo, semanalmente. Alguns sites e aplicativos de questões já mostram o seu desempenho por meio de gráficos. Mas, caso essa não seja uma opção para você e se você sentir dificuldades em organizar os dados manualmente, utilize o Excel ou algum aplicativo para lhe auxiliar nessa tarefa.

Qual a importância de se medir o desempenho?

Analisar desempenho é algo de primordial importância desde o início dos seus estudos e não apenas no meio ou final do ano. Assim, se você segue um cronograma de disciplinas semanal, é preciso avaliar se o seu plano agendado está funcionando para você, isto é, se está fazendo você evoluir nos estudos.

Pois, caso não esteja, é preciso mudar imediatamente para que você obtenha resultados o quanto antes. Dessa maneira, não espere muito tempo para ver que sua rotina de estudos não está sendo favorável. Corrija-a enquanto há tempo.

Por exemplo, se você tem tido mais dificuldade em matemática, mas está super bem em português, é sinal de que precisa dedicar mais tempo do seu cronograma à disciplina de matemática. Assim, quem sabe você só não precisa resolver mais exercícios do que ficar só na teoria? Você irá identificar as duas dificuldades fazendo a análise do seu desempenho.

Está tudo equilibrado, mas não consigo aprender

Sempre haverá as disciplinas que teremos mais facilidade e dificuldade para aprender e, por isso mesmo, talvez seja necessário utilizar metodologias diferentes para cada uma delas.

Talvez sejam necessários mais exercícios, ou mais aulas teóricas, ou uma videoaula que ilustre melhor algum assunto mais abstrato ou – até mesmo – de tempo cronometrado para lhe ajudar a manter o foco. Desse modo, conheça diferentes técnicas de estudo e faça testes na sua rotina. Há técnicas para tudo: leitura, escrita, assuntos complexos com muitos dados, para manter o foco, para memorizar informações, etc.

Pare para pensar, também, nas aulas que você já teve em sua vida. Qual delas você acredita que realmente ajudaram você a evoluir nos estudos? Analise a situação: você fez anotações nessa aula? Utilizou recursos visuais para compreender o assunto? Ficou só você e o livro sem interferência de outras pessoas? Ensinou para alguém o que acabou de aprender?

Garoto de óculos com mochila nas costas caminhando e lendo um livro.

Leia também: 6 dicas matadoras para organizar seus estudos para o Enem.

Quando você descobre o que favoreceu o seu aprendizado, fica mais fácil entender o que funciona e o que não funciona pra você, didaticamente falando.

Dicas para melhorar seu desempenho

  • Não estude mais do que 2 horas seguidas sem fazer intervalos e nem passe várias horas numa mesma disciplina. O seu cérebro precisa da mudança e do desafio para manter-se concentrado.
  • Sempre faça pausas entre uma disciplina e outra. Não se engane achando que quanto mais tempo estudar sem parar, mais vai aprender, pois é justamente o contrário.
  • Nunca deixe de revisar todos os dias os assuntos novos que aprendeu e nunca conclua um dia de estudos sem fazer exercícios. Essas pequenas atitudes são fundamentais para elevar o seu desempenho.
  • Dedique um tempo a conhecer técnicas de estudo para aprimorar seu aprendizado. Lembre-se que quantidade nem sempre é qualidade e que é importante saber como direcionar seu estudo semanal para manter-se evoluindo nos estudos.
  • Organize um cronograma de estudos, assim você não se perde no mundaréu de coisas para estudar e consegue ter um controle real de todo o caminho que precisa seguir até a data da prova.
  • Não negligencie o seu cantinho de estudos, sentir-se bem e à vontade na hora de estudar é fundamental para conseguir manter a atenção por várias horas diárias.
  • E não esqueça, claro, de analisar seu desempenho constantemente.
Garoto sentado mexendo em um computador sobre a mesa. Atrás dele há uma seta ascendente indicando que ele está evoluindo nos estudos.

Como você está gerenciando o seu desempenho? Está conseguindo fazer isso sozinho? Compartilha com a gente a sua metodologia para saber se você está evoluindo nos estudos.

Mais conteúdo sobre o ENEM

Cansaço mental

Sono ao estudar? Dormir bem pode ajudar a absorver o conteúdo

Dormir faz parte da rotina de todos os seres humanos, mas para quem é estudante, as horas gastas sob a cama podem ser duas coisas: um alivio ou apreensão. Se, para você, elas ainda não são um alívio, leia esse artigo e entenda porque o sono é primordial para a apredizagem.

Iinclua mindfulness na sua rotina do enem
empatia e postividade

Inclua Mindfulness na sua rotina de estudo para o Enem

Na reta final do Enem, queremos utilizar todos os tipos de artifícios disponíveis para melhorar nossa performance e conseguir continuar os estudos! Incluir mindfulness na sua rotina de estudos pode ser a estratégia certa! Mas, afinal, o que é Mindfulness ?