Como estudar para o Enem fazendo questões?

Se você queria saber a chave da aprovação… aqui está ela QUESTÕES! Organize seus estudos para incluir diversas formas de realizar questões e entenda como elas podem alavancar seu desempenho.

Conhece alguém que pode achar esse conteúdo interessante? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on telegram
Share on pinterest

Como estudar para o Enem fazendo questões? Você algum dia já questionou sua forma de estudar e se ela é eficaz? Durante nosso período de escola, fomos ensinados a assistir aula e depois fazer dever de casa. Sendo assim, víamos um assunto, praticávamos rapidamente e já partíamos para outro. Provavelmente, só teríamos contato com ele de novo na prova. 

Quanta dificuldade você sentia ao realizar uma prova de um assunto que você viu há dois meses? A raiz disso está,  justamente, na prática de questões. Ela pode fazer parte da sua rotina de estudos de forma integral e bem dinâmica. Mas antes de você sair fazendo questões, entenda o motivo de praticar bastante e como fazer isso bem!

Por que estudar para o Enem fazendo questões?

Por que estudar para o Enem fazendo questões?

Existem diversos benefícios de praticar aquilo que você estuda. Fazer questões, assim como tirar uma dúvida e  ensinar alguém fazem parte do estudo ativo. Para praticar, você precisa trabalhar em cima das informações, diferente de quando estamos lendo ou assistindo aula, apenas absorvendo as informações de forma passiva. Dessa forma, a resolução de questões é uma das melhores técnicas de estudo ativas para manter os conteúdos frescos na memória.

Identifica suas dúvidas 

A única maneira de você saber se sabe algo é acertando ou errando alguma informação. E como fazemos isso? Respondendo perguntas que já tenham respostas, ou seja, questões! É quando você resolve questões que surgem as dúvidas e você tem a oportunidade de rever o assunto estudado e, claro, fixar o conteúdo. Essa técnica vai te indicar o que você está aprendendo bem e o que você precisa reforçar, servindo como um mapa do seu desempenho em cada assunto.

Estimula o seu raciocínio

Sabe aquele assunto que você não conseguiu entender muito bem nem quando assistiu uma videoaula nem quando leu um resumo? Para você responder uma questão sobre ele, você terá que formular o raciocínio e, caso não consiga, pode aprender com a resolução como formá-lo. Isso pode te ajudar principalmente em exatas, em que algumas questões seguem a mesma linha de pensamento para a resposta.

Treina o tempo de resposta

Considerando o segundo dia do enem, em que você possui 90 questões objetivas para fazer em cinco horas e que voce reservaria 30 min para responder ao cartão de respostas, quanto tempo você teria para responder cada questão? 3 minutos. Sim, 3 minutos é pouco tempo, principalmente para questões difíceis! Então você precisa treinar para responder às questões nesse tempo. Quanto mais questões você resolve, mais familiarizado e ágil você fica.

Aumenta a fixação do conteúdo

Lembra do exemplo do dever de casa? Em que você apenas respondia algumas questões sobre o assunto e deixava ele de lado, até que ele aparecesse de novo em uma prova? Estar em contato constante com um assunto aumenta a sua fixação sobre ele, principalmente se você faz isso de forma ativa, puxando as informações armazenadas e criando um raciocínio em cima delas. 

Quando começar a fazer simulados para o enem?

Quando começar a fazer simulados para o Enem?

Você pode pensar que só deve começar a fazer simulados quando estiver com todos os assuntos na cabeça e dessa forma possa acertar o máximo de questões. Mas fazer simulados vai além de acertar ou errar questões e por isso ele deve ser praticado o máximo possível durante toda a sua jornada nos estudos!

Sim, você precisa treinar o tempo para responder a questões,  saber quanto tempo você leva para ler o enunciado, pensar em estratégias para deixar questões para depois, entender a partir de quanto tempo de prova você perde o foco… muitas coisas não é mesmo? Por isso, quanto antes você começar, mais prático vai se tornar fazer simulados.

É claro que se você está iniciando os estudos pode ser meio intimidador tentar responder questões que você não faz ideia da teoria, por isso como estratégia inicial você pode optar por um simulado revisional ou personalizado. Nesses simulados, você pode escolher apenas as questões de assuntos que você já viu e, à medida que mais assuntos forem vistos, você pode partir para o simulado com mais assuntos.

Entenda mais sobre o simulado revisional!

Como incluir questões na rotina de estudos para o Enem?

Como estudar para o Enem fazendo questões?

Bom, agora que você já sabe da importância de fazer questões para estudar para o Enem e quando iniciar os simulados, que tal entender melhor como criar uma estratégia para explorar bem essa técnica? A primeira coisa que você deve guardar é que não basta apenas fazer questões, elas precisam ser analisadas e fazer parte do seu estudo como um todo.

Uma forma de analisar suas questões é marcar um X nas questões que você acertou sem saber, errou ou ficou em dúvida. Separe um dia de estudo e monte um simulado para você analisar: quanto tempo você levou para responder as questões, quais tipos de questão você teve mais dificuldade e qual foi sua porcentagem de acertos.  

Porém, fazer isso manualmente pode ser cansativo. Uma opção  é usar uma plataforma que faça essa análise automaticamente.

Esses pontos te ajudarão a saber se você está dominando ou não o conteúdo, bem como sua habilidade e agilidade em resolver questões. Ou seja, seu desempenho como um todo. Além disso, lembre-se que as questões que você erra não podem ser deixadas de lado, muito pelo contrário, elas são seu ponto fraco e devem ser trabalhadas. Para isso, você pode criar um caderno de erros.

Nesse vídeo o professor Diogo Moreira tira duvidas e ensina a como criar um caderno de erros

Como incluir questões na rotina de estudos para o Enem?

Como foi dito antes, as questões podem fazer parte da sua rotina de estudo como um todo, não apenas em simulados, até porque na maior parte dos dias não temos tempo para fazê-los. Por isso, você pode incluir as 3 técnicas abaixo na prática de questões:

Usar a técnica de Pomodoro

Essa técnica é ótima para quando você tem pouco tempo para fazer questões. Nessa técnica, você fará sua atividade em três blocos de 25 minutos e pausas de 5 minutos e o quarto bloco de 25 minutos e 15 minutos de pausa. Para isso, separe 4 listas de exercícios e resolva cada uma em 25 minutos. Nos 5 minutos de pausa, beba água, escute uma música, faça um exercício e volte para o outro bloco. Assim você não irá cansar tão rápido.

Treine para o enem fazendo questoes com a técnica de pomodoro

Estudar por provas anteriores


Para conseguir um bom desempenho no ENEM, não tem outra saída: você precisa praticar. E muito! Por isso, fazer as provas anteriores é essencial para se acostumar com o exame e identificar onde estão as suas maiores dificuldades.

Fazer as provas anteriores vai fazer você se habituar com as características da prova e com o estilo das questões, ter mais segurança no momento de fazer a prova real, ter uma melhor gestão de tempo durante a prova, diminuir a ansiedade e manter a calma, bem como ter uma visão mais clara sobre seu potencial de pontuação. Além disso, você vai poder testar e descobrir qual a melhor estratégia para você: fazer a redação primeiro ou deixá-la por último, começar pelas questões mais fáceis ou seguir a ordem das questões, começar pela área do conhecimento que você tem mais ou menos afinidade.

Criar e resolver Flashcards

Resolver flashcards é algo que também pode te ajudar se você não tem muito tempo. Crie vários cartões com informações que você precisa lembrar. Você pode, por exemplo, selecionar as informações que você anotou no caderno de erros e criar perguntas para elas. Depois que você criar os cartões e separá-los por assunto, você pode tirar 10 minutos do dia para resolvê-los.

Leia também: Como criar flashcards online no planejativo

Faça revisões para o enem com questões

Gostou dessas dicas? Quer praticar com mais de 45 mil questões, simulados, listas de exercícios, flashcards, análise de desempenho e revisões programadas? Assine logo o app do planejativo!

Mais conteúdo sobre o ENEM

Saiba como estudar sozinho para o ENEM
cronograma de estudos

Saiba como estudar sozinho para o Enem

Estudar sozinho para o Enem precisa de dedicação e foco. Mas com um cronograma adequado ao seu perfil e boas estratégias você vai conseguir arrasar no Enem!

Como estudar para medicina sozinho?

Como estudar sozinho para Medicina

Sabemos que estudar sozinho é um desafio, mas você pode contar com várias estratégias para conseguir se sair bem na preparação para o Enem! Dá uma olhada no que você pode fazer na sua jornada para a prova:

Melhore o seu desempenho no enem com o digrama de Ishikawa

Melhore o desempenho no Enem com o Ishikawa

Você já ouviu falar no Diagrama de Ishikawa? Se você ainda não sabe o que é, calma que vamos te explicar direitinho. Essa ferramenta pode te ajudar a identificar alguns problemas que possam estar te atrapalhando na preparação para a